As plataformas também oferecem suporte

Normalmente, essas plataformas empregam criptografia ponta a ponta, que permite que
apenas um indivíduo e a pessoa com quem o indivíduo está se comunicando vejam o que
é transmitido. As plataformas também oferecem suporte a contas de usuários individuais,
logins e senhas para ajudar a limitar o acesso e verificar os participantes. Além disso, os
participantes podem exercer algum grau de controle sobre recursos específicos, como
escolher gravar ou não a comunicação, silenciar ou desligar o sinal de vídeo ou áudio a
qualquer momento.
Em contraste, produtos voltados ao público, como TikTok, Facebook Live, Twitch ou uma
sala de bate-papo pública não são formas aceitáveis de comunicação remota para
telessaúde porque são projetados para serem abertos ao público ou permitir acesso amplo
ou indiscriminado à comunicação. Por exemplo, um provedor que usa o Facebook Live
para transmitir uma apresentação disponibilizada a todos os seus pacientes sobre os
riscos do COVID-19 não seria considerado um fornecimento razoavelmente privado de
serviços de telessaúde. Um provedor que opta por hospedar tal apresentação pública não
seria coberto pela Notificação e não deve identificar pacientes ou oferecer conselhos
individualizados ao paciente em tal transmissão ao vivo.Hapvida em igarassu